Uma centena pede voto antecipado na Ilha do Porto Santo

Uma centena de eleitores vota antecipadamente, na Ilha do Porto Santo.

Na Ilha, quase uma centena de eleitores inscreveu-se para votar antecipadamente, nas eleições presidenciais de 2021.

Ao final da manhã, 41 eleitores já tinham exercido o seu direito de voto, num universo de 94 inscritos.

“A lei contempla a possibilidade de voto antecipado em diversas situações”

“Nota-se um maior número de inscritos em relação a eleições anteriores”, concedeu um elemento da mesa ao jornal digital A Ilha. “Em relação às eleições europeias, tivemos 60 inscritos e compareceram 40 votantes.”

Instalada no átrio da Câmara Municipal, na mesa de voto manifestava-se confiança na afluência às urnas “Os eleitores que votam antecipadamente são cidadãos que se interessam verdadeiramente pelas eleições”, acrescentou um dos membros. “Os motivos para a antecipação e esse aumento? Deve-se talvez à pandemia”, concluiu. À entrada, uma eleitora que preferiu o anonimato, apontava a ausência do barco como motivo para votar hoje. “Sem barco é mais complicado ir à Madeira votar e, por isso antecipei o voto”, confidenciou.

A lei contempla a possibilidade de voto antecipado em diversas situações, como: eleitores deslocados em relação à sua área de residência, eleitores internados, eleitores a cumprir pena de prisão, em confinamento obrigatório e, nesta época, utentes dos lares.

Em Portugal, 246.000 eleitores solicitaram o direto de voto antecipado.

Carlos Silva

Depois de uma viagem tranquila, mergulhado num mar de dúvidas, aportei a 2 de setembro de 1999, à Ilha do Porto Santo! À chegada, uma doce e quente onda de calor, qual afago de mulher amada, assaltou-me, até hoje! Do sucedido de então, até aos dias de hoje, guardo-o na memória; os sucessos, de hoje em diante, aqui ficam, para memória futura, da minha passagem pela Ilha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Next Post

Ranchões: do Pico para o prato

Dom Jan 17 , 2021
Está oficialmente aberta a época dos ranchões. A chuva, que tem caído com alguma intensidade na Ilha, transformou por completo a paisagem porto-santense e volta a colocar à mesa diversas plantas. Antes usadas na alimentação, por vezes, por questões de subsistência, são hoje consideradas uma iguaria. Com particular destaque para […]