Carlos Silva

Depois de uma viagem tranquila, mergulhado num mar de dúvidas, aportei a 2 de setembro de 1999, à Ilha do Porto Santo! À chegada, uma doce e quente onda de calor, qual afago de mulher amada, assaltou-me, até hoje! Do sucedido de então, até aos dias de hoje, guardo-o na memória; os sucessos, de hoje em diante, aqui ficam, para memória futura, da minha passagem pela Ilha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Next Post

Matamorras do Baiana - duas dezenas de arqueólogos à espera de uma chamada

Seg Dez 14 , 2020
A notícia do achamento de três matamorras no edifício Baiana fez agitar o mundo da arqueologia na Madeira. Não sendo um achado surpreendente (a existência de matamorras na envolvente da Igreja de Nossa Senhora da Piedade era uma certeza popular), a presença dos silos de armazenamento de cereais assume-se como […]

You May Like