O nosso Padrão

Padrão dos Descobrimentos. Crédito fotográfico: wikipedia

Há uma Ilha no meio do Atlântico. Nessa Ilha há um monumento. Nesse monumento está registada a História de um Povo.

O Povo é o Povo Português. O monumento é o Padrão dos Descobrimentos. E a Ilha, Porto Santo.

Inaugurado em 1960, o conjunto escultórico da autoria de António de Aragão presta homenagem a uma das figuras maiores da epopeia dos descobrimentos – o Infante D. Henrique, por altura do V centenário da sua morte. O conjunto contempla duas partes: uma estrutura quadrangular vertical com figuras em baixo – relevo relacionadas com as descobertas: navegadores, missionários e conquistadores; no segundo elemento, uma inscrição de um excerto do livro maior, do épico Luís Vaz de Camões.

“Assim fomos abrindo aqueles mares,

Que geração alguma não abriu

As novas ilhas vendo e os novos ares

Que o Generoso Henrique descobriu. “( C. V, 4)

No dia em que se celebra Portugal, Camões e as Comunidades Portuguesas, este padrão dos descobrimentos, popularmente conhecido como “Pau de Sabão”, regista, para a posteridade, a aventura dos Descobrimentos junto à praia da joia mais antiga de Portugal.

Carlos Silva

Depois de uma viagem tranquila, mergulhado num mar de dúvidas, aportei a 2 de setembro de 1999, à Ilha do Porto Santo! À chegada, uma doce e quente onda de calor, qual afago de mulher amada, assaltou-me, até hoje! Do sucedido de então, até aos dias de hoje, guardo-o na memória; os sucessos, de hoje em diante, aqui ficam, para memória futura, da minha passagem pela Ilha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Next Post

Avião militar acidentado

Qui Jun 10 , 2021
O aparelho C-295 da Força Aérea Portuguesa sofreu, hoje, um acidente à chegada à Ilha. O avião militar, proveniente do Funchal ao que tudo indica após emergência médica, não abriu o trem de aterragem e deslizou uma centena de metros na pista do aeroporto do Porto Santo. O incidente atraiu […]