Menos nascimentos e maternidade adiada na Madeira

Maternidade (adiada). Pintura: Almada Negreiros

O número de nascimentos na Região Autónoma da Madeira continua a diminuir.

De acordo com a publicação da DREM (Direção Regional de Estatística da Madeira), em 2021 ocorreram 1727 partos. Menos 115 do que no ano anterior. Uma tendência decrescente que se verifica desde 2018.

Por residência da parturiente, registaram-se 33 nascimentos no concelho do Porto Santo em estabelecimento hospitalar,sendo que 22 tiveram assistência de um médico e 11 de enfermeira parteira. Este é o quarto concelho onde se contabilizaram menos partos, ainda assim, bem acima dos 10 partos atribuídos ao Porto Moniz, mas bem distante dos 712 registados no Funchal. A capital surge destacada na tabela, bem distante do segundo lugar, Santa Cruz, com “apenas” 328 partos atribuídos.

Outro indicador que a Estatística da Saúde na RAM revela é o aumento da idade das parturientes que subiu 8,6% em relação ao ano anterior. Em 2021, registaram-se 152 partos em mulheres com mais de 40 anos. No outro extremo, assistiu-se a uma redução dos partos em mulheres com idade com menos de 25 anos.

Carlos Silva

Depois de uma viagem tranquila, mergulhado num mar de dúvidas, aportei a 2 de setembro de 1999, à Ilha do Porto Santo! À chegada, uma doce e quente onda de calor, qual afago de mulher amada, assaltou-me, até hoje! Do sucedido de então, até aos dias de hoje, guardo-o na memória; os sucessos, de hoje em diante, aqui ficam, para memória futura, da minha passagem pela Ilha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Next Post

5,577,900.00 euros para ligação aérea

Ter Jun 21 , 2022
São mais de cinco milhões e meio de euros para assegurar a ligação aérea Porto Santo – Funchal – Porto Santo. Esta verba constitui o valor-base de adjudicação para garantir as Obrigações de Serviço público na rota entre as duas ilhas do arquipélago madeirense. As empresas têm agora 62 dias […]