JPP acusa PSD de plágio no IMI

A 22 de setembro de 2020, Rafael Nunes do grupo parlamentar do JPP defendeu a divisão do pagamento do Imposto Municipal sobre Imóveis em 5 prestações.

“Uma medida em prol dos madeirenses e porto-santenses”

A medida apresentada “em prol dos madeirenses e porto-santenses, em prol dos portugueses e em prol do nosso futuro coletivo” tinha como objetivo mitigar o impacto económico da crise pandémica.

Esta semana o Governo, pela voz do seu vice-presidente comprometeu-se a implementar a medida na Região Autónoma da Madeira, já em 2021.

O Juntos Pelo Povo congratula-se com a medida e recordou que o pagamento do IMI, em cinco prestações, era uma reivindicação de há muito do partido, “o Governo finalmente “acordou” para este apoio ao cidadão”, referiu.

” Cinco prestações, nos meses de julho, agosto, setembro, outubro e novembro, sempre que o montante seja superior a € 100.”

A nova redação do Código do Imposto Municipal sobre Imóveis estabelece assim que o imposto é pago numa prestação, no mês de maio, se o montante é igual ou inferior a € 50; em duas prestações, nos meses de maio e
novembro, caso o valor se situe entre € 50 e € 100; em cinco prestações, nos meses de julho, agosto, setembro, outubro e novembro, sempre que o montante seja superior a € 100.

No mesmo debate em que foi discutido o Imposto Municipal sobre Imóveis, mas relativamente ao Subsídio de Insularidade, o líder parlamentar do Juntos Pelo Povo questionou o pagamento deste subsídio só a funcionários da Administração Pública.

Para Élvio Sousa, “há uma diferenciação entre estes e os trabalhadores do sector privado”, afirmou, “situação que apesar da complexidade, terá de ser motivo de análise”.

Carlos Silva

Depois de uma viagem tranquila, mergulhado num mar de dúvidas, aportei a 2 de setembro de 1999, à Ilha do Porto Santo! À chegada, uma doce e quente onda de calor, qual afago de mulher amada, assaltou-me, até hoje! Do sucedido de então, até aos dias de hoje, guardo-o na memória; os sucessos, de hoje em diante, aqui ficam, para memória futura, da minha passagem pela Ilha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Next Post

Existe quem queira que isto corra mal

Sáb Jan 9 , 2021
“Se quiserem politizar a coisa, tudo bem, mas apontem alternativas.” (Artigo de opinião de Pedro Ortelá) Dei por mim a pensar no quão ingrato pode ser o trabalho político. Nada que eu já não soubesse. A cobardia política existe e tem abundado nestes últimos dias. Mas que chapada de luva […]