Avião militar acidentado

C-295 imobilizou-se a meio da pista, sem trem de aterragem

O aparelho C-295 da Força Aérea Portuguesa sofreu, hoje, um acidente à chegada à Ilha.

O avião militar, proveniente do Funchal ao que tudo indica após emergência médica, não abriu o trem de aterragem e deslizou uma centena de metros na pista do aeroporto do Porto Santo.

O incidente atraiu inúmeros curiosos, tendo a Polícia de Segurança Pública destacado uma patrulha para o local, para garantir a segurança e a fluidez do tráfego.

Na pista, responsáveis da aviação civil e militar estão a fazer o balanço da situação. Em causa poderá estar o regresso ao continente da esquadrilha de F-16M, agendado para as 16 horas de hoje, já que o avião acidentado ocupa agora o centro da pista do aeroporto.

Acidente atraiu curiosos e levanta questões da emergência médica

O acidente levanta também a questão da ausência do helicóptero, já que sem o avião, as emergências médicas ficam temporariamente condicionadas.

Carlos Silva

Depois de uma viagem tranquila, mergulhado num mar de dúvidas, aportei a 2 de setembro de 1999, à Ilha do Porto Santo! À chegada, uma doce e quente onda de calor, qual afago de mulher amada, assaltou-me, até hoje! Do sucedido de então, até aos dias de hoje, guardo-o na memória; os sucessos, de hoje em diante, aqui ficam, para memória futura, da minha passagem pela Ilha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Next Post

UNE defende uma nova imagem no centro da Ilha

Dom Jun 13 , 2021
O movimento de cidadãos independente UNE (Uma Nova Esperança) defende uma nova imagem para o Porto Santo. Depois da proposta de intervenção na emblemática Rua Zarco, Luís Bettencourt defendeu a revitalização do centro da cidade. Novos canteiros e novos espelhos de água, além da promoção de eventos para atrair o […]