Arte e memória pela mão da Porta 33

Arte e memória na Escola da Vila

A Porta 33 está a promover diversas iniciativas artísticas na Ilha.

Depois dos contactos com a população e atividades junto da comunidade escolar, segue-se a abertura da exposição, na sexta feira, “Escola da Vila – construção de um espaço comum”.

O antigo espaço escolar, cedido pela Câmara Municipal em 2019 à Porta 33, acolhe assim uma mostra expositiva com representações da memória e da identidade das várias gerações que porto-santenses que se frequentaram a Escola da Vila.

A exposição estará aberta ao público de terça a sábado, das 10 às 13 horas, até outubro.

Escola da Vila inspira outras conversas

Além da exposição “Escola da Vila – construção de um espaço comum, a Porta 33 irá promover um ciclo de conversas em torno da Escola da Vila.

A primeira sessão é dedicada ao arquiteto responsável pela idealização do espaço – Raúl Chorão Ramalho e conta com a participação de Ana Tostões, Emanuel Gaspar e Victor Mestre. Num segundo encontro, os arquitetos Fátima Menezes e Paulo David, conversam com Maurício Reis a propósito da “Escola do Porto Santo: memória, Transição e potência”.

As conversas decorrem no dia 27, pelas 11 horas.

Carlos Silva

Depois de uma viagem tranquila, mergulhado num mar de dúvidas, aportei a 2 de setembro de 1999, à Ilha do Porto Santo! À chegada, uma doce e quente onda de calor, qual afago de mulher amada, assaltou-me, até hoje! Do sucedido de então, até aos dias de hoje, guardo-o na memória; os sucessos, de hoje em diante, aqui ficam, para memória futura, da minha passagem pela Ilha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Next Post

Boa, Amor!

Sáb Jun 26 , 2021
“Boa, Amor” – a expressão coroava uma jogada renhida entre um atleta da equipa de futsal da Francisco Franco e um jogador do Sporting Clube do Porto Santo. O adepto (neste caso, fã) manifestava o apoio à equipa da Ilha Dourada. Num jogo disputadíssimo, as bancadas do pavilhão dos Salesianos […]